Desligue o rádio meu amor

Há muito tempo atrás apaixonei-me, e foi algo que não esperava, foi algo tão fugaz que nem ao menos percebi que era amor, e simplesmente deixei passar, mas o curioso dessa passagem da minha vida não é isso. Vivia o atropelo da vida universitária, tentando conciliar um subemprego com os estudos e uma vida social…

Você não tomou decisões ruins, você só está cansado

Sabe quando começamos a duvidar das nossas escolhas? Aquele curso de especialização, o projeto de uma vida mais saudável, a viagem para conhecer uma lugar diferente, o emprego novo. Chega um momento em que duvidamos se realmente tomamos a decisão certa, primeiro porque mudar sempre exige um esforço que nem sempre estamos dispostos a fazer,…

Faxinando a casa da nossa vida

Faxinar a casa nem sempre é uma tarefa fácil, porém necessária, esse ano estamos sendo todos convidados, diante de uma pandemia mundial, isolados e reclusos, a fazer uma faxina mental em nossas vidas. E desculpas como : não tenho tempo, depois eu penso, ou agora não é o momento, não funcionam mais. É engraçado porque…

Não seja apenas uma cópia

A tarde se alonga preguiçosamente morna sobre o horizonte, o tic tac do relógio apenas segue ininterrupto, perdi a noção do tempo, estou entre as 15 e 18 horas de uma sexta-feira. Enquanto a água ferve, para o chimarrão, respondo alguns e-mails, folheio as páginas de algum livro que prometi terminar a leitura, mas venho…

Quando o passado insiste em se fazer presente

Muitas vezes o passado parece tão mais interessante ou melhor que a realidade em que vivemos, não é incomum pessoas criticando ou comparando o tempo presente com o que já se foi. Desde como as pessoas se vestiam melhor, a música, educação, a liberdade e inocência pura das crianças e do jovens. Todavia é preciso…

A hora de partir

Tão importante quanto se fazer morada é saber a hora de partir…

Em busca da parte que me falta

Cada pessoa é universo, e quando dois universos se encontram, galáxias, estrelas e planetas se convergem e se multiplicam, ao mesmo tempo que se chocam, colidem e se destroem para se reconstruírem, juntos ou separadamente.

Hoje eu quero poder respirar

É tudo pueril e o que temo são apenas impressões e sentimentos efêmeros, sem pessimismo exacerbado, nem o desespero e a costumeira mágoa de quem se cansou de viver exposto às misérias e trivialidades dos dias, apenas o fato e a certeza inexorável de que nada sei, nada tenho, e tudo sinto. Seguimos, entre tropeços…